top of page

Vila do Bispo, foi a paragem mais a Sul nos Roteiros de Turismo de Base Local da Animar

No dia 28 de novembro, foi a vez da Associação Vicentina colaborar no último programa da primeira série dos “Roteiros” de Turismo de Base Local -TBL da Associação ANIMAR, uma iniciativa que visou proporcionar às suas associadas aprendizagens nas várias vertentes do TBL, promover a oferta de produtos ou valorizar os territórios onde estas desenvolvem atividade, incentivando e aprofundando conceitos e práticas de TBL.

O programa decorreu no concelho de Vila do Bispo e os projetos dados a conhecer aos participantes foram o SALEMA ECO CAMP e a Walkin Sagres.


O programa teve início no Parque de Campismo, o Salema Eco Camp. Para além das várias opções de alojamento, o empresário, Joaquim Lourenço, que gere o Salema Eco Camp, explicitou como se estruturou e funciona o negócio, que quer favorecer ações no domínio da consciência ambiental e beneficiar as pessoas que vivem no território, que é a primeira unidade hoteleira no Algarve com Certificado de Neutralidade de Carbono e que promove atividade variadas com a comunidade residente. Porque faz o que está a ser feito, e a relação entre a pequena escala e a importância de uma triagem criteriosa de oferta de produtos feitos com boas práticas.


Na parte da tarde, foi tempo de caminhar com Ana Carla Cabrita, a mentora da empresa de percursos pedestres guiados Walkin´Sagres, criada em 2009, que estrutura a atividade em torno do património natural e ambiental, com a realização de passeios pedestres, enriquecidos com informação local a nível histórico, geológico, cultural e com observação de flora e fauna, no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV).


Ana Carla Cabrita partilhou o histórico da Walkin´Sagres fez o enquadramento no contexto local, destacou a importância da conservação e da sensibilização ambiental no desenvolvimento da atividade, falou sobre as motivações, expetativas e desafios desta empresa de Animação Turística, que há muito está inserida em redes internacionais.

Na perspetiva de desenvolvimento local, a oferta de Turismo de Base Local, é baseada numa oferta organizada, promovida e comercializada pela comunidade local e suas organizações. Apresenta-se como um processo que envolve as comunidades locais cujos resultados materiais e imateriais resultantes da atividade deve beneficiar a comunidade local. Para além do alojamento, restauração e animação, integra projetos e atividades de formação e educação, planeamento, organização de eventos ou animação comunitária.

Para além das oportunidades de conhecer práticas nesta primeira fase na Região Centro e Sul do País, com programas desenvolvidos em parceria com as associadas Terra Chã em Chãos, a Abrottea em Brotas, a ADPM em Mértola, a Activar na Lousã e a Vicentina em Vila do Bispo, a Associação Animar mantém outras ações de incentivo ao desenvolvimento do conceito TBL e da sua implementação.





38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page